Catedral de Brasília
Palavra do Pastor

2º Domingo do Tempo Comum

Chamados a Seguir a Cristo

14/01/2018

 

+ Sergio da Rocha
Cardeal Arcebispo de Brasília

O tempo litúrgico do Natal foi encerrado na última segunda feira, com a festa do Batismo do Senhor. No dia seguinte, teve início o Tempo Comum, cujos domingos são marcados pela cor litúrgica verde.  Tendo sido a semana passada a primeira semana do Tempo Comum, celebra-se hoje a liturgia do 2º Domingo deste novo tempo litúrgico. É importante recordar-se que a denominação “Tempo Comum” não implica em menor importância, mas ao fato de se tomar o conjunto da pregação e das ações de Jesus, ao invés de se deter num aspecto específico do mistério de Cristo, como nos outros tempos litúrgicos.

Neste início de ano, o Evangelho (Jo 1,35-42) nos convida a seguir a Cristo, imitando os seus primeiros discípulos. Eles aceitaram o testemunho de João Batista e se dispuseram a seguir a Jesus, “o Cordeiro de Deus”. Assim fazendo, responderam “sim” ao convite que Jesus lhe dirigiu: “Vinde e vede”. Estar com Jesus e permanecer com Ele é a atitude fundamental do discípulo. O verdadeiro discípulo faz a experiência do encontro e da convivência com Jesus, no dia a dia, e torna-se missionário, partilhando com os outros o dom do encontro com Cristo e a vida nova que Ele nos traz. O Evangelho ressalta a atitude de André que vai contar a sua experiência ao seu irmão Simão Pedro, conduzindo-o a Jesus. Um irmão ajuda o outro a seguir a Cristo! Isso nos faz pensar na importância do testemunho da fé, a começar da própria família. Necessitamos hoje de discípulos missionários de Jesus Cristo dispostos a viver e a partilhar o Evangelho nos diversos ambientes. O discípulo tem a sua vida transformada pelo seguimento de Cristo, conforme nos mostra o Evangelho. A mudança do nome de “Simão” para Pedro expressa a transformação radical por ele vivida, tornando-o o grande apóstolo capaz de dar a vida por Jesus.

São Paulo destaca justamente a vida nova em Cristo, a ser vivida na santidade, convidando-nos a glorificar a Deus em tudo o que somos e fazemos. “Glorificai a Deus em vosso corpo”, afirma o Apóstolo aos coríntios (1Cor 6,20). A vida toda do discípulo de Cristo, todo o seu agir, deve ser um grande louvor a Deus. Não se louva apenas com a alma ou através da oração, mas com a vida cotidiana.

A atitude do discípulo pode ser resumida no refrão do Salmo 39, hoje rezado: “Eis que venho, Senhor! Com prazer, faço a vossa vontade”. Esta foi a postura dos discípulos de Cristo, assim como, a de tantos profetas como Samuel que se colocou à escuta do Senhor: “Fala, Senhor, que o teu servo escuta” (1Sm 3,10). O discípulo vive da escuta do seu Mestre e Senhor, deixando-se por Ele conduzir. Durante este novo ano, vamos seguir a Cristo como verdadeiros discípulos!

Imprimir Subir Voltar

 Fale Conosco Contatos Webmail Twitter GooglePlus Facebook Flickr Youtube
© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados. Voltar a Home