Catedral de Brasília
Unção dos Enfermos

 

1. Os sacerdotes desenvolvam em suas paróquias uma pastoral conscientizadora do Sacramento da Unção dos Enfermos. 

2. Dê-se muita importância e prioridade no atendimento aos enfermos graves, sobretudo nos hospitais.

3. Este Sacramento deve ser auxiliado pelos membros das pastorais da saúde e da esperança.

4. O Sacramento da Unção só pode ser administrado a uma pessoa batizada, por motivo de doença grave ou idade avançada. Pode ser repetido, se a enfermidade se agravar.

5. Pode ser administrado antes de uma cirurgia decorrente de doença grave.

6. Este Sacramento é administrado somente àqueles que já adquiriram o uso da razão.

7. Não se o administre aos que perseverarem obstinadamente em pecado grave manifesto.

8. O ritual e o direito da Igreja permitem a administração do Sacramento da Unção dentro da Missa, podendo assim o sacerdote reservar uma Missa, em cada semestre, para atender os enfermos e idosos.

9. Os ministros extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística ofereçam semanalmente aos enfermos, impossibilitados de participarem da assembléia dominical, a Sagrada Comunhão Eucarística.

Imprimir Subir Voltar

 Fale Conosco Contatos Webmail Twitter GooglePlus Facebook Flickr Youtube
© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados. Voltar a Home