Catedral de Brasília
Sacramento da Eucaristia

 

1. A preparação para o Sacramento da Eucaristia deve ser dada às crianças durante 2 (dois) anos, na paróquia onde residem os pais, onde, igualmente, será dado o Sacramento.

2. A preparação em colégios e escolas exige um entendimento prévio com a respectiva paróquia.

3. Antes de receber a primeira Eucaristia, as crianças devem ser ouvidas em confissão.

4. Para a celebração da primeira Eucaristia em outra paróquia, exija-se uma declaração, do pároco, de que a criança esteja devidamente preparada .

5. Tenham-se atenção e carinho especial para com os deficientes físicos ou mentais.

6. Em relação ao conteúdo da catequese, sigam-se as orientações da Comissão Arquidiocesana de Catequese.

7. Em nossa Arquidiocese, a comunhão pode ser recebida na mão ou na boca.

8. No caso de preparação de adultos, siga-se o previsto no Rito de Iniciação Cristã de Adultos.

9. Os sacerdotes procurem orientar as pessoas de que nem todos estão em condições para receberem a comunhão eucarística. Aqueles que vivem em segunda união conjugal, não podem ser admitidos à comunhão eucarística, como também os amasiados não podem ser admitidos àquele sacramento.

10. Quem já recebeu a Santíssima Eucaristia, pode recebê-la uma segunda vez no mesmo dia somente dentro da celebração eucarística de que participar.

11. Considerando-se os movimentos e pastorais que realizam seus encontros num período de três dias, permite-se uma capela no local, para vigília e adoração, sob a responsabilidade e orientação do pároco ou, no caso de movimentos extra-paroquiais, do seu diretor espiritual.

12. Na celebração eucarística, a purificação dos vasos sagrados deve ser feita somente pelo sacerdote, diácono ou acólito instituído, jamais pelo ministro extraordinário da Sagrada Comunhão.

13. A distribuição da Sagrada Eucaristia seja feita pelo presidente da celebração e seus auxiliares, não sendo permitido ao fiel tomar, por si mesmo, a Santíssima Comunhão.

14. Para a celebração da Eucaristia fora da Igreja, é necessária a autorização do senhor Arcebispo.

15. É expressamente proibida a exposição do Santíssimo Sacramento no decorrer da celebração da Santa Missa. É igualmente proibido interromper a celebração e conduzir, processionalmente, o Santíssimo Sacramento, após a consagração. É ainda proibido expor o Santíssimo Sacramento aos fiéis para que seja tocado, pois isso implicaria criar uma consciência de magia com relação à Eucaristia.

16. Incentive-se a participação dos fiéis na Adoração Perpétua Arquidiocesana do Santíssimo Sacramento, segundo os moldes estabelecidos.

 

 

Imprimir Subir Voltar

 Fale Conosco Contatos Webmail Twitter GooglePlus Facebook Flickr Youtube
© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados. Voltar a Home